segunda-feira, 10 de agosto de 2009

TAP: 42 carros adquiridos para os directores

Aviação
Sindicatos denunciam compra de 42 carros pela TAP
Económico com Lusa 10/08/09 08:41


Os sindicatos recordam que os rendimentos declarados de Fernando Pinto duplicaram em 2008.

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP revelaram que a empresa comprou 42 carros para os seus directores, poucos dias depois de ter afirmado que não havia condições para efectuar revisões salariais.
Em comunicado conjunto, citado pela Lusa, os sindicatos consideram a aquisição de “42 novos carros para directores [da TAP]” como sendo “mais um exemplo digno de realce de medidas de contenção de custos”.
Questionada pela Lusa, fonte oficial da TAP afirmou que foram comprados 30 carros, para substituir automóveis “que já tinham muitos anos”, sendo esta substituição sido efectuada com “ganhos para a empresa”, sendo destinados ao uso de “quadros da empresa que têm no seu contrato de trabalho o fornecimento de viatura”.
No comunicado dos sindicatos, estes recordam que o presidente-executivo da TAP, Fernando Pinho, enviou na semana passada uma carta a estas organizações, na qual afirma que, actualmente, “não estão reunidas condições para uma negociação [salarial] profícua”.
Os sindicatos recordam ainda que foi revelado pela imprensa que os rendimentos declarados por Fernando Pinto em 2008 foram o dobro dos de 2007, ao mesmo tempo que os gastos com os salários da administração da TAP subiram 17% em 2008 face ao ano anterior.
Já a fonte oficial da TAP notou que a administração da empresa “não fechou a porta em definitivo” a uma eventual revisão salarial este ano."
O que foi comunicado aos sindicatos foi que, de momento, não estão reunidas condições para uma negociação profícua e que, havendo sinais que a permitam, a empresa admite analisar condições salariais, o que pode acontecer no último trimestre", disse a mesma fonte, realçando que "que os mecanismos de progressão automática conduzem, durante o ano de 2009, a aumentos bastante superiores à taxa de inflação".
.
Mas será, que o que é importante de salientar nesta notícia, é a aquisição de 42 viaturas para outros tantos directores ou o nº de directores em si mesmo?
Luis Marques da Silva

Sem comentários: