quinta-feira, 12 de março de 2009

ESCÂNDALO - MUSEU DOS COCHES: CONCELHO DO PATRIMÓNIO DÁ "LUZ VERDE" A PROJECTO DE NOVO EDIFÍCIO




É um verdadeiro escândalo, em pleno século XXI, iniciar uma obra contra todas as disposições regulamentares de carácter cultural e ambiental.É um crime.É o oposto do que se faz por toda a Europa, na reabilitação e preservação do património histórico e cultural.
Já não nos chegou a vergonha dos comentários sarcásticos sobre a ignorância e presunção portuguesas, aquando da Expo 98, pela criação de um novo e grande Aquário, orgulho dos governantes deste país. Quando, nessa data, já todo o mundo civilizado via esses tanques como meras gaiolas ou prisões de peixes e animais arrancados aos seus habitats.Quando já todos procuravam reabilitar, preservar e mentalizar a população a conservar os espaços e meios naturais onde se desenvolvem as espécies, tentando detectar e minimizar todos os factores de risco para os evitar, fomos nós mostrar a nossa "categoria", digo, a falta dela, criando, em grande escala, precisamente aquilo que é o exemplo do que se ensinava às criancinhas na verdadeira Europa que se devia evitar; que tinha sido um erro andar a fazer isso em vez de andar a perceber e a tentar preservar a natureza, pugnando pelo sua sobrevivência.
No meio das coisas boas que nessa data se fizeram, isto foi a chacota total, com que nos desacreditamos aos cultos que nos visitaram (não foram assim tão poucos, pois os comentários, não divulgados por cá, apareceram bem lá fora).Mais uma vez, vamos prendar o mundo com a nossa falta de conhecimento e civilidade, dando provas de incompetência pura.
Quando vamos lá fora visitamos museus. Eles, quando se dignam vir cá, visitam os nossos museus.
O museu dos coches é o melhor, o mais visitado, e como tal subejamente conhecido por esse mundo fora.Vamos dar cabo dele.Vamos vestir os nossos velhos coches de um embrulho branco, vasto e triste.Eles que se encontravam aconchegados e acarinhados no berço de um velho espaço à sua escala, à sua côr, à sua proporção; envoltos no sentido do ambiente dos cavalos. Cavalos esses sem os quais os coches nunca se moveram. Isto é um casamento centenário que só a incúria, a má fé e o despeito poderão querer separar... ou então a falta de conhecimento, de sentimento, de um mínimo interesse pelo bem fazer.Os coches vão morrer, pois é impossível aguentar tal rotura.
O edifício vai-se perder, da memória de um século de visitas de todo o povo.Vamos ser novamente a chacota do mundo civilizado: por não sabermos fazer, e pior, por deixarmos fazer mal quem não sabe o que anda a fazer.É triste.É muito triste, e, dentro de pouco tempo, vamos ser acusados pelos nossos filhos de termos permitido que isto se fizesse quando por aqui andávamos.
Muito se disse dos que, durante a 2ª guerra, lavaram as suas mãos e permitiram a chacina que ocorreu.É o que agora se vai dizer de nós.Uma vergonha...Depois de dar cabo desta pequena jóia preciosa, sá falta dar cabo da outra: da Torre de Belém; a única que se pode comparar com esta, pela escala e pelo carinho que, do povo, lhe temos...Para fazer este novo "prédio à beira Tejo", não importa o custo ambiental, o investimento económico ( num período em que o povo passa fome), que seja o exemplo do que não se deve fazer, que até nem seja preciso, que não respeite o regulamento térmico, e venha a ser mais um monstro consumidor de energia e de terrível manutenção (estes custos futuros vão multiplicar por 20 ?...)Que se está a fazer agora no 1º e 2º mundos? Edifícios de custos energéticos e de manutenção reduzidos, que diminuam as emissões de dióxido de carbono, que tratem naturalmente as ventilações e a iluminação natural... Olhem como os Espanhóis dão à população como exemplo a seguir, o desempenho ambiental do "supositório" de Barcelona. E já tantos outros que se encontram construidos. Isto já não é novidade em projecto. É já a realidade que nos envolve por este mundo fora.E vamos nós agora, timonados por quem não sabe, nem quer ouvir de quem sabe, pagar e aturar no futuro mais uma atoarda... uma grande burrice...Haverá ainda alguém que se consiga fazer ouvir por tamanhos moucos?...
Vamos todos à concentração marcada para dia 18, no local da obra.
2009.03.11 Ferreira arq.
Excelente artigo de opinião este do meu amigo Francisco Ferreira, que dá uma panorâmica correcta dos problemas que se levantam com a construção do novo museu dos coches.
Mais uma vez, parabéns.
Luis Marques da Silva arq.

5 comentários:

Daniel Silva disse...

Quer dizer que a petiçao nao deu em nada?????? :(

Arq. Luís Marques da silva disse...

Daniel, a petição vai ser entregue ás entidades responsáveis, nomeadamente no parlamento, onde deverá descer a uma comissão parlamentar que analisará a situação.
São os entraves que podemos criar á construção do museu; isso e uma hipotética acção popular.
As assinaturas também estão a demorar...
Enfim vamos ver, mas tenho fé!

Lesma Morta disse...

De recordar que são absolutamente necessarias 4000 assinaturas pelo que se torna imprescindivel enviar a todos os conhecidos

Lesma Morta disse...

ecessario para tal haver 4000 assinaturas pelo que é bom que todos os que lerem e concordarem, rencaminhem o link para tosdos os amigos e conhecidos

Efigênia Coutinho disse...

Luis Marques da Silva, Arquitectura

Você vem nos dar uma visão real dos acontecimentos sobre este evento, um verdadeiro escândalo, em pleno século XXI.

Importante texto seu para evidenciar a realidade que vai sendo vividada, meus cumprimentos,
Efigênia Coutinho